Grupo de artesãos da Barra do Ribeira, na Juréia, exibiu nova coleção inspirada na Mata Atlântica, com Papo Artesanal e apresentação de fandango caiçara.

Do dia 15 ao dia 22 de julho de 2014, A CASA museu do objeto brasileiro recebeu a exposição Criqué Caiçara, com objetos confeccionados por artesãos e artesãs da comunidade da Barra do Ribeira, no litoral sul de São Paulo. Produzidas com madeira caixeta de manejo florestal, as peças têm como inspiração a flora e fauna da região. 

A exposição Criqué Caiçara foi uma realização da ArteSol como conclusão do Projeto de Fortalecimento da cadeia produtiva artesanal da Reserva da Juréia. Iniciado em agosto de 2013, o projeto possui investimento da consultoria Accenture e tem por objetivo aumentar o poder econômico das famílias por meio da produção e venda do artesanato. Na mostra, foram apresentadas as novas peças da linha ‘Flores e Bichos da Reserva, Folhas e Seixos’, da Associação dos Jovens da Juréia. A coleção é composta por 65 itens inspirados na diversidade da natureza da Estação Ecológica da Juréia. São mobiles de pássaros, tábua de pães e frios, facas, cabideiros, talheres infantis, kits de praia, entre outros. As peças são esculpidas e pintadas uma a uma, utilizando-se matérias primas sustentáveis.

“O evento é uma oportunidade única para que o público de São Paulo conheça mais da rica cultura caiçara, além de ter a oportunidade de adquirir peças exclusivas de todas as coleções produzidas pelo grupo” reforça Josiane Masson, coordenadora executiva da ArteSol.